Notícias Mundiais - Família Salesiana


Ucrânia | Ajuda salesiana

by SNFS | mai 18, 2022

Ucrania_SDB

ANS Roma | A campanha de ajuda humanitária devido à emergência na Ucrânia segue com seu trabalho silencioso, mas diário, para atender às necessidades mais básicas das famílias que, por causa da guerra, buscam refúgio e acompanhamento fora da Ucrânia. Atenção às necessidades reais dos outros, generosidade e criatividade são os traços distintivos de um empenho que segue sem parar e sem fronteiras.

Há testemunhos que chegam da Itália, sobre duas significativas experiências de hospitalidade: a primeira vem diretamente da Casa-Mãe dos salesianos: "Em Valdocco, em Turim, acolhemos recentemente 16 jovens adolescentes de uma equipe de remo - diz o P. Alberto Goia, Delegado da Pastoral Juvenil dos Salesianos do Piemonte-Valle d'Aosta-Lituânia - . Eles têm entre os 12 e os 17 anos de idade e, juntamente com o seu treinador, chegaram pouco depois da Páscoa. Quando os recebemos estavam confusos, no entanto demonstraram de imediato um desejo de normalidade”.

Uma normalidade que também prevê a possibilidade de praticar o esporte que os uniu e que marcava suas vidas antes da guerra: “Eles não acreditavam na possibilidade de terem reencontrado seus amigos, de poder ficar com eles e treinar novamente. No entanto, graças à associação ‘Amigos do rio’, puderam retomar a atividade desportiva, o que significa muito para esses meninos”, diz ainda o P. Goia.

Mas não é só isso, uma vez que para alcançar um sentido de normalidade, poucas coisas são tão fortes quanto os hábitos culinários: “Algumas mulheres ucranianas que vivem em Turim se disponibilizaram a cozinhar pratos típicos, fator importante para os rapazes, uma vez que não é tão fácil adaptar-se imediatamente a diferentes sabores. Poder contar com uma refeição familiar é uma forma de se sentir acolhido, mantendo vínculo com a própria terra. É preciso considerar que esses meninos não apenas precisaram deixar a própria casa, mas também seus pais, sabendo que seus pais foram chamados a lutar”.

A segunda experiência ocorre no Oratório salesiano "Dom Bosco" da paróquia "São Francisco de Assis", de Terni, onde foi criado um curso de língua italiana para oferecer aos ucraínos da cidade a oportunidade de se comunicar sem precisar de um mediador. Quem ensina não são apenas os professores, mas também e, sobretudo, os alunos do ensino médio, que responderam de imediato ao apelo dos párocos. O projeto, realizado em colaboração com os serviços sociais do Município de Terni, nasceu de uma iniciativa dos salesianos.

"O objetivo deste curso não é somente ensinar italiano mas também proporcionar a eles a possibilidade de fazer novos amigos", explica Alessandro, estudante e, agora, também "professor". De fato, também foram organizadas caminhadas para que os jovens refugiados possam conhecer a cidade onde estão vivendo; enquanto os menores do grupo, depois da aula de italiano, vão para a quadra do oratório a brincar com outras crianças e adolescentes.

Na Espanha, continua a campanha de solidariedade lançada pela Inspetoria Espanha-Maria Auxiliadora (SMX) em conjunto com a ONG "Bosco Global", destinada a apoiar cerca de trinta refugiados nas cidades polonesas de Gdansk, Lubrza e Szczecin, e que terá agora também dois novos pontos de recepção na Espanha, em La Almunia e em Burriana.

“Continuamos arrecadando fundos. Todas as doações que chegarem às contas da Inspetoria e do 'Bosco Global' serão destinadas a projetos específicos de assistência às vítimas da guerra na Ucrânia - explica o P. José Luis Navarro, Coordenador da Animação Missionária Inspetorial e da Campanha de emergência ucraniana -. Cuidaremos dos projetos propostos pelo Centro de Coordenação de Varsóvia e também, de acordo com as necessidades e os valores arrecadados, dos projetos de assistência direta que estão sendo criados nas casas salesianas de nossa Inspetoria”.

Por fim, uma última iniciativa que merece ser mencionada, vem de Malta, e diz respeito ao empreendimento jornalístico e humanitário dos repórteres Neil Camilleri e Giuseppe Attard, do jornal ‘Malta Independent’. Os dois viajaram para a Ucrânia entre 28 de março e 7 de abril, visitando cidades como Leópolis e Kiev, e testemunharam a tragédia da guerra e suas cicatrizes como Irpin ou Bucha. Durante sua estadia, entrevistaram diversos refugiados acolhidos em casas salesianas na Ucrânia, Polônia e Eslováquia, fato que os levou a produzir um documentário sobre sua recente experiência na Ucrânia, com o objetivo de arrecadar fundos para os refugiados que vivem sob os cuidados do salesianos de Dom Bosco. Este documentário estará disponível exclusivamente na GO TV, a partir do dia 23 de maio.

Aqui poderá consultar notícias, e informações sobre eventos, relativas à Família Salesiana espalhada por todo o Mundo.




© 2014 Família Salesiana