Notícias Mundiais - Família Salesiana


Dia 24 de Maio | Nossa Senhora Auxiliadora

by SNFS | mai 25, 2022

Dia 24 NS AuxiliadoraANS Roma | “Auxilium Christianorum”, “Auxílio dos Cristãos”, é um título próprio das ladainhas lauretanas e é patrimônio da Igreja universal. Ao mesmo tempo, este título tem um valor muito particular para a Família Salesiana, dada a grande devoção que Dom Bosco demonstrou em relação à Maria, invocada com este mesmo título.

A invocação "Auxilium Christianorum, ora pro nobis" aparece, pela primeira vez, na versão da ladainha lauretana publicada em 1576 e aprovada pelo Papa Clemente VIII, em 1601. A mesma foi acrescentada pelo Papa Pio V após a vitória conquistada pela Santa Liga em Lepanto, em 7 de outubro de 1571. O Papa instituiu, para aquela gloriosa e definitiva vitória, a festa do Santo Rosário, mas a grata invocação à protetora celeste como "Auxilium Christianorum" não parece ter sido diretamente atribuída ao Papa, como foi dito mais tarde, mas aos veteranos vitoriosos que, ao regressar da batalha, passaram por Loreto para agradecer a Nossa Senhora; o estandarte da frota, por outro lado, foi enviado para a igreja dedicada a Maria, em Gaeta, onde ainda se conserva.

O grito de alegria do povo cristão perpetuou-se nesta invocação; o Senado veneziano mandou escrever, sob a grande pintura comemorativa da batalha de Lepanto, no Palácio Ducal: "Nem poder, nem armas, nem líderes nos conduziram à vitória, mas Maria do Rosario" e, assim, ao lado dos antigos títulos de "Consoladora dos Aflitos" e" Refúgio dos pecadores ", foi acrescentado, para o povo e para a Igreja, também "Auxílio dos Cristãos".

A festa de Maria Auxiliadora foi instituída pelo Papa Pio VII, em 15 de setembro de 1815, e marcada para o dia 24 de maio, em memória de seu retorno triunfal a Roma (24 de maio de 1814) após sua prisão sob o regime de Napoleão, em Fontainebleau. Inicialmente, a festa se limitava à Igreja de Roma, mas logo foi adotada pelas Dioceses da Toscana (1816) e depois estendida à Igreja universal

Nos séculos seguintes, o culto teve seus altos e baixos até que, no século XIX, foi reavivado por Dom Bosco. O grande educador e inovador de Turim colocou, desde o início, o seu trabalho de sacerdote e fundador sob a proteção e a ajuda de Maria Auxiliadora, a quem recorria em todas as necessidades, especialmente quando as coisas se estagnavam. Em 1868, o grande sacerdote, apóstolo da juventude, mandou construir a basílica de Maria Auxiliadora, na cidadela salesiana de Valdocco–Turim, em apenas três anos; e à Sua proteção materna entregou toda a sua obra, hoje propagada em todo o Mundo. "Maria Auxiliadora" se tornou a "Madona de Dom Bosco", inseparável da grande Família Salesiana (Fs), que já deu à Igreja um notável número de santos, beatos, veneráveis ​​e servos de Deus: todos que quais filhos que se entregaram à ajuda da Mais Doce e Poderosa das Mães.

Inteiros continentes e nações elegeram Maria Auxiliadora como padroeira: a Austrália católica, desde 1844; a China, desde 1924; a Argentina, desde 1949; a Polônia, desde as primeiras décadas de 1800. A Devoção nos países do Leste Europeu é difundida e antiga.

Na bela Basílica de Turim, que leva seu nome, se encontra o majestoso Quadro encomendado pelo próprio Dom Bosco, que representa Maria Auxiliadora, com o Menino nos braços e rodeada pelos Apóstolos e Evangelistas. O significado da obra é muito claro: assim como Maria estava presente junto com os apóstolos em Jerusalém no início da atividade da Igreja, Ela persiste Protetora e Guia da Igreja ao longo dos séculos.

Aqui poderá consultar notícias, e informações sobre eventos, relativas à Família Salesiana espalhada por todo o Mundo.




© 2014 Família Salesiana